"Monarcas e touradas". Nuevos versos de Peralta Godinho e Cunha

Monarcas e touradas

O genuíno povo deste país e os Reis mostraram o interesse pelas touradas
Noutros tempos, com as mentalidades mais puras e menos mudadas.
Afonso o africano, assinalou o casamento de sua irmã Joana de Portugal
Com o rei de Castela e festejos taurinos em Évora e Elvas como era normal
O rei Sebastião, construiu praças de toiros, como é conhecido e vos falo
Em Évora, na Praça Grande, antes de ir guerrear, lidou toiros a cavalo
Pedro segundo, no seu casamento com Maria Sofia de Neuburgo
Houve grande boda, belos bailes, três touradas e grandes festejos.
João quinto para sua filha Maria Bárbara e como eram os seus desejos
Realizou touradas de maravilha com cavaleiros na praça da Junqueira.
Uma real senhora, a nossa rainha piedosa e bem religiosa Maria primeira
Mandou construir uma praça de toiros mas de Portugal não a derradeira
E chegou o rei mais afamado, aficionado aos toiros que deixou saudade
Miguel de um sentimento profundo, de glória fugaz da sua humanidade
Construiu no Campo de Sant’Anna bela praça de toiros e bem portuguesa
Inaugurada com praça cheia. A obra passou de ilusão a uma certeza
Carlos de Bragança na praça do Campo Pequeno um desejo profundo
E aquela praça alguma vez sonhada passou a ser a mais linda do mundo
Aqui estão as achegas da realeza à nossa tourada com tanta beleza
Reveladora de uma cultura nacional, tradicional ainda bem acesa
Manuel Peralta Godinho e Cunha
Agosto de 2022
Artículo Anterior Artículo Siguiente