No se apaga el escándalo de los "16 forcados y el cavaleiro". Reaparece en Facebook un video de los hechos

No se puede poner puertas al campo... Y menos cuando lo que se quiere tapar, esconder, hacer desaparecer es algo que es testimonio de un hecho lamentable, una actuación bochornosa de unos forcados sobre la que los forcados de verdad, los taurinos serios, los aficionados verdaderamente amantes de la Tauromaquia solo pueden sentir desprecio y profundo malestar por la deshonra que supone para el verdadero espíritu de los que honran vestir la jaqueta de ramagens...

Tras el caso del Facebook del pobre Porfirio, de donde misteriosamente han desaparecido dos videos donde se recogía la penosa y ridícula intervención de un pelotón de ¡16 forcados y un cavaleiro! para pegar un toro de 500 kilos aproximadamente (leer aquí)... y ante lo escandaloso del caso, no faltan taurinos de verdad -y no de pacotilla- que reaccionen escandalizados por todo este bochorno que comenzó en la plaza, en el final de una corrida celebrada en Benedita (leer también esto otro pulsando aquí)...

Y curiosamente, ha sido la TRIBUNA da TAUROMAQUIA -con fuerte implantación en el medio taurino portugués- el único órgano de comunicación taurina que ha denunciado los hechos hasta la hora de escribir este texto. Y es que, a estas horas, curiosamente, todos los demás medios taurinos medianamente presentables, en Portugal -curiosamente- están callados... silencios que -habrá quien piense- les convierten en palmeros de una anomalía intolerable y que en nada prestigia a la Tauromaquia lusitana. Es decir, cabe preguntarles : ¿les parece bien que 17 tíos -en total y en conjunto sumando mucho más de una tonelada de peso- se vayan todos de golpe y por la espalda a echarse encima de un toro que pesaría unos 500 kilos?. ¿No hay que denunciar esto...?. ¿Es eso pegar un toro...?)

Felizmente, son muchos los aficionados de pro, los amantes de verdad del mundo noble y admirable de los Forcados -con mayúsculas-, que se han rebelado ante lo ocurrido en Benedita. Y si Porfirio, después de colocar el video en Facebook para que todo el mundo pudiese ver la payasada protagonizada por esa casi docena y media de forcados(?)... ha sufrido de arrepentimiento y lo ha retirado -el sabrá por qué-, cabe advertir que no se pueden poner puertas al campo. Y es así cómo, otra gran aficionada y defensora del mundo de los forcados, la impulsora del blog "Aos_olhos_de_uma_aficionada" ha mostrado su indignación por lo acaecido en Benedita -y con ella muchos aficionados más que así lo han dicho estos dos días en las redes sociales-. 

Y como parece que anda por ahí un segundo video -muy parecido al primero- que define perfectamente lo sucedido,  a la impulsora de "Aos_olhos_de_uma_aficionada", en su página de Facebook, se le ha ocurrido no solamente condenar los hechos con el texto que debajo reproducimos, sino que ha pasado a colgar el video, a ver si de paso se les cae la cara de vergüenza a la casi docena y media de forcados, al IGAC, y a quien corresponda y logramos entre todos que payasadas como la habida el pasado domingo, jamás vuelvan a hacerse presentes en una corrida de toros, que es algo mucho más serio de lo que se piensan esos 17 tíos que flaco favor han hecho a la Tauromaquia con un comportamiento tan poco digno de lo que es y debe ser el noble Arte de Pegar Toros".

Les ofrecemos aquí el enlace hacia el video colocado por la autora del blog "Aos_olhos_de_uma_aficionada", LINK A PULSAR

Y vayamos ahora con nuevos comentarios suscitados por la contemplación de las tristes imágenes de unos hechos que degradación suponen de la condición de los forcados como elementos fundamentales de la Tauromaquia Portuguesa. Comenzamos por el comentario de la autora de "Aos_olhos_de_uma_aficionada" :
Enquanto este blogue existir vos garanto que me podem acusar de tudo menos de não ser imparcial. Felizmente tenho pessoas que estimo nos mais variados grupos contudo não deixo de dizer o que penso, o que sinto e o que vejo. 
Têm sido muitas as pessoas que partilharam comigo o vídeo que aqui deixo, este vídeo tem tanto que se lhe diga mas antes de dar a minha opinião quero frisar algo que já pude dizer em comentário num vídeo desta pega no Facebook : tenho grande estima pelo GFAA de Elvas e isso não é colocado aqui em causa, já escrevi muito sobre eles, inclusive já pedi em outras épocas como Aficionada a presença mais assídua do grupo em praça; dessa forma sinto-me com legitimidade de dar a minha opinião sobre este vídeo que apenas o analiso como aficionada que sou. 
Escusam de vir comentar a dizer que ao partilhar este vídeo estou a alimentar os anti taurinos porque esses perante muitas coisas que têm acontecido na nossa festa são o nosso mal menor.
Sinto-me muito triste ao ver estas imagens, simplesmente porque não é esta a definição de Forcado Amador que conheço; boas e más tardes todos têm; contundo a ética, a garra e boa imagem em praça jamais pode faltar seja qual for o grupo. Ainda há poucos dias em Santarém através do Grupo de Montemor e nomeadamente com o exímio forcado Francisco Borges tivemos um grande exemplo de como é ter todas estas características mesmo quando as coisas correm mal.
Não é vergonha as coisas não correrem a gosto, o que não se pode admitir é que numa pega estejam mais de 15 forcados desta forma que se apresentam; pior não podemos permitir que um cavaleiro esteja a desempenhar a posição de rabejador de uma pega.
Vamos nos focar nesta tentativa do vídeo e sinceramente não percebo o porquê de irem ao toiro 12 forcados em fila indiana, posteriormente ainda entram mais três forcados num total de 15 se tudo isto não fosse já preocupante temos um cavaleiro a Rabejar que só deixa de o fazer quando um 16° forcado entra em praça para o substituir!
Se observarem bem nesta tentativa temos um toiro parado, fixado no cavaleiro que se encontra dentro de praça fora do burladero assim como no capote que tinha á sua frente na mão do bandarilheiro, toiro esse que quando sente o grupo na sua retaguarda se vira sem complicações, mete a cara ao grupo e não complica; agora é o momento de dizerem, "dizes isso porque não viste as tentativas anteriores", estão certos sim senhora, mas neste momento o que se avalia é esta tentativa e nesta tentativa nada justifica o que nela se passa, se nas tentativas anteriores o grupo teve dificuldades e se temos aqui 16 e se nas primeiras tentativas as coisas se complicaram e os forcados não se encontravam em plenas condições então trocavam o grupo na totalidade, acabam por ter o número de elementos numa tentativa que dava para duas pegas.
Isto não tem qualquer justificação, não é isto que temos que mostrar do forcado amador, tudo o que aqui assistimos é de um descontrole tremendo que não pode existir em grupos que se prontificam a fazer corridas estejam os toiros a pedir contas ou não; os toiros não se escolhem, dessa forma um grupo do primeiro ao último elemento tem que estar preparado para qualquer toiro que lhe saia pelos curros.
Aproveito também para mencionar que já vi várias pessoas dizerem que esta pega se deve aos grandes problemas da praça, meus caros se a praça não estava em condições então o cabo só tinha que dizer "devido a todas as anomalias da praça eu e o meu grupo para nossa segurança não pegamos a corrida"; era só isto; também já mencionaram que os toiros eram muito grandes; querem toiros mecanizados que basta carregar no botão eles entram ao grupo, vamos ao botão novamente e o toiro pára e a pega está concretizada?.
Que verdade taurina é esta? Que festa é esta onde uma situação destas acontece e então se arranja mil e uma desculpas para desculpar o que jamais pode ser alvo de desculpa.
Como Aficionada e sobretudo como orgulhosa do forcado amador só posso dizer que me sinto envergonhada com esta tentativa no que à arte de pegar diz respeito.
Aos académicos de Elvas apenas deixo a garantia que a minha estima por vocês continua a mesma, e espero que esta má tarde vos faça refletir, que a próxima corrida corra bem ou menos bem as coisas, tenham bem ciente que bons e maus momentos todos têm o que difere entre eles é a forma como encaram as dificuldades e sobretudo como as conseguem ultrapassar.
Finalizo que também já li que não se devia publicar este vídeo, estão errados, andar a camuflar situações e momentos não é ter uma festa aberta à verdade; por se camuflar tanta coisa e por quererem esconder um certo e determinado número de situações é que assistimos a tanta podridão na nossa Tauromaquia a todos os níveis.
"Aos olhos de uma Aficionada"

Vamos con otras reacciones de taurinos de verdad, unas pocas entre las muchas existentes en las redes sociales; a modo de ejemplos :

Francisco Eusébio
Sinceramente, tenho 57 anos, na minha juventude, tb andei na forcadagem, a maior parte das corridas, era em Albufeira nos anos 80, para camone ver, mas nunca isto aconteceu.
Concordo consigo. A própria tauromaquia vai acabar com ela própria.
Karla Velez
Ainda não tinha visto o vídeo... depois de o ver só posso dizer lamentavel o que se viu... concordo em tudo o que disse... que este e outros grupos de forcados tenham esta pega como exemplo do que não se deve fazer em praça.
Francisco Serrano
Até parece uma montagem... mas infelizmente não é... é desolante e triste haver cenas destas numa praça de toiros, só faltou o vendedor das queijadinhas de Sintra ir também molhar a sopa; é por estas e por outras que cada vez somos mais o Portugalzinho das toiradas.
Luiz Santos
Forcado, não é quem quer é quem pode... há demasiados grupos de "amadores", com "caras" de muito valor, mas pouco conhecimento e muito pouco valor de quem ajuda... De toiros, sabem muito pouco.
Filipe Ricardo
Sem dúvida... Todo este triste espectáculo não abona em nada a tauromaquia...
Seguramente, e vou divagar, que tudo isto aconteceu devido às dificuldades em consumar a pega de forma "normal", ou por dificuldades impostas pelo toiro ou por inabilidade dos forcados...ou até pela junção das duas...
Seja como for, é mau de mais. É dar um tiro certeiro nos pés. É certo que tb não dava para tentar de cernelha (coisas de desmontáveis), e se não era possível mais valia "ir vivo"aos currais, com dignidade. Não seria o primeiro... Assim lá agarraram o bicho como puderam e mesmo assim estava difícil... Um cavalheiro a rabejar?. Percebo a boa vontade, mas tem de haver dignidade...
E o diretor de corrida estava a fazer o quê para permitir todo este circo ?
Enfim...
João Silva
é preciso saber como e o que aconteceu?. O metodo tradicional é 8 forcados, 3 ou 4 tentativas, não conseguiram consumar as pegas? Sem problemas, sai os cabrestos e realiza-se a cernelha; agora isto que se vê é uma falta de respeito pela festa.. Um cavaleiro a rabejar? Que deshonra maior para a jaqueta de um rabejador.. tenha o que tiver acontecido é impensavél isto... assim vai a festa!, é a minha opinião
ETC, ETC, ETC.