Sobre forcados y grandes tardes) Un poema inolvidable de Manuel Peralta Godinho e Cunha


Poema que compuso en su día nuestro admirado amigo y enorme taurino que es Manuel Peralta Godinho y Cunha...

Foi depois da corrida que se realizou em Reguengos de Monsaraz em 15 de Agosto de 1978, por João Nunes Patinhas, com 42 anos de idade, ter pegado o último e maior toiro dessa tarde.
Corrida à portuguesa com 6 toiros para os Grupos de Montemor e de Évora
A expectativa era grande, porque o cabo João Patinhas só podia contar com 8 forcados e constava que o Grupo iria acabar.
Tarde de glória para o Grupo de Évora, com as pegas realizadas por Luís Caldeira Barradas, João Cortez Pereira e João Nunes Patinhas.

João Patinhas brindou a pega à sua Mãe, depois dirigiu-se à banda da música e mandou tocar. Só depois iniciou o cite ao som de um paso-doble.!.

FLORES
Mistura de pó bordado na cor, no aroma, na aragem
Flor do monte, do campo semeado com a coragem.
Botão de rosa, entre as rosas da jaqueta do forcado.
Em Reguengos naquela tarde, tudo consumado.
Escarlates de sangue, serão rosas encantadas?
Flores bonitas, amarelas e quase encarnadas…
No verde da rama, no perfume das pétalas, o cheiro
Da arena, do chão molhado, tinto de sangue quente.
Para Évora, flores da terra, flores do prado.
Depois daquela pega, de garbo, brilhante e valente.
Na praça a multidão agita-se, há música e palmas,
Ao som da vitória, ergue-se o ramo com flores de glória
Botão de rosa, entre as rosas de cores celestiais.
Ramo com cores da terra, quase encarnadas e imortais
Levantadas no chão, embrulhadas na poeira, feitas de valor,
Da garra, no destemor, na nobreza da beleza d’uma pega
Bizarra. De largo, o toiro carrega, numa força derradeira,
Até às tábuas, levando à frente, de rompante, de repente.
Ao som da música, como hino à ética, à decisão, à vontade
Aquele que a morte desafia, com valor e arte verdadeira.
Jaqueta rasgada, ensanguentada, a honra defendida.
Gritos, palmas e mais palmas, no alvoroço da surpresa.
Flores quase encarnadas…de sangue, qual cor perdida
Naquela tarde…com poucos forcados…tanta grandeza.
Manuel Peralta Godinho e Cunha
Agosto de 1978
---------------

Como cierre, hagámonos eco aquí de la apostilla sobre lo sucedido aquel día -también de Manuel Peralta Godinho e Cunha- :
Os Grupos de Montemor e de Évora fardaram-se no mesmo local e o cabo António José Zuzarte sabendo que o Grupo de Évora, uma hora antes do início da corrida, ainda não tinha os oito elementos para fazer as cortesias, foi ter com João Patinhas e disse que caso fosse necessário ele poderia contar com dois ou três elementos do Grupo de Montemor para ajudar a pegar os toiros.
Tal não chegou a ser necessário, porque no início da corrida apareceram dois forcados já retirados – Francisco José Abreu e António Paula Soares – que se fardaram e que completaram o desfalcado Grupo de Évora.
Durante toda a sua vida João Patinhas não se esqueceu desse facto e sempre reconheceu essa nobre atitude de António José Zuzarte com elevação e enorme respeito.