Las mentiras sobre las "touradas". Capítulo I : "Os portugueses são contra as touradas"

Muitos são os mitos e informações erróneas divulgadas por aqueles que se opõem às corridas de touros. Vejamos algumas das mentiras mais recorrentes.

Nada como analisar números objectivos e credíveis :

A Eurosondagem, uma das empresas de sondagens mais reputadas de Portugal, fez em 2011 uma sondagem nacional perguntando o que os portugueses acham sobre as touradas. Os resultados foram os seguintes:

86,1% dos portugueses não defende qualquer proibição das Corridas de Toiros

32,7% declararam-se aficionados;
20,6% são indiferentes às touradas;
32,8% não é aficionado mas não aceita que se retire a liberdade de escolha;
11% são contra as touradas, defendendo a sua proibição;

Mais de 50% dos Portugueses já assistiu ao vivo a uma Corrida de Toiros;
66% da população costuma assistir a espetáculos tauromáquicos pela televisão;
59,3% dos portugueses acham que as touradas contribuem para uma boa imagem do país no estrangeiro;
75% dos portugueses acham que as touradas têm importância ou alguma importância para a economia e turismo;
65,3% acha que seria muito grave o desaparecimento da tradição taurina para a identidade nacional.

Existem ainda outros números que nos permitem medir a popularidade das touradas em Portugal e o grande apreço dos portugueses pelas mesmas: em 2015, as 7 corridas transmitidas na RTP obtiveram um acumulado de cerca de 3 milhões de telespectadores. A petição a favor Festa Brava já ultrapassou, neste momento, as 120.000 assinaturas, o que a torna numa das maiores petições que já tiveram lugar em Portugal.

(PROTOIRO)





Artículo Anterior Artículo Siguiente