"Pisamos terrenos muito perigosos". Um artigo imprescindível de Fernanda Maria Mouzinho


A propósito de lo sucedido en una red social con los Forcados Amadores de Coruche, Fernanda María Branco Mouzinho ha vuelto a escribir otro de sus interesantes artículos, que no tiene desperdicio alguno por las verdades que encierra. Vale la pena leer con toda la calma del mundo y reflexionar sobre lo que Fernanda María dice :
Tenho cá para mim que pisamos terrenos muito perigosos. 
Isto de apregoar liberdade e não a saber exercer, para além de dramático, é um verdadeiro perigo. Camuflados de defensores do que nem conhecem, movidos por interesses de uma certa indústria, manipulados por líderes ignorantes e a venderem argumentos sem fundamento, vão-se multiplicando os donos da verdade que só consideram liberdade aquilo que lhes convém. 
Aquela máxima de que a nossa liberdade acaba onde começa a liberdade dos outros já caiu em desuso e só a pratica quem ainda acha que o respeito pela individualidade e identidade de cada um é território sagrado. 

Dei conta por estes dias que uma rede social apagou a conta do Grupo de Forcados de Coruche com base numas supostas denúncias sobre os conteúdos da mesma. Segundo o comunicado do Grupo tinham lá sete anos de trabalho, memórias, vivências e registo da sua existência. Só o apagar deste espólio já seria mais que suficiente para uma revolta e indignação, mas esta atitude é muito mais do que isso. 

Apagam uma página e as suas publicações achando que assim vão mutilando um sector. Usam de uma arrogância com tiques de ditadura para fazer valer uma suposta verdade e ir fragilizando um lado da Sociedade que tem direito a existir mas que por este andamento se sente cada vez mais agredida e castrada de toda a sua identidade e valores. 
Começam por fechar uma conta numa rede social, fazem uns ataques insultuosos às nossas opções de vida, colocam-nos rótulos de pouco civilizados, vão aumentando o público que os segue com inverdades que só convencem os manipuláveis pela puro desconhecimento, usurpam as opções dos outros para impor as suas… se isto é liberdade!!?? 

Pisamos terrenos muito perigosos porque agora é um fazer desaparecer um Grupo de Forcados de uma rede social, amanhã será o querer fazer desaparecer de uma prática ancestral como é a caça, depois de amanhã vão querer ensinar-me o que é melhor para cadela que acompanha de forma voluntária o meu rebanho de ovelhas e assim fazer desaparecer os cães de gado, na semana seguinte vão querer fazer desaparecer o meu galo da capoeira por uma questão de “bem estar” das galinhas, no mês seguinte vão querer fazer desaparecer as minhas vacas porque são a causa de problemas ambientais…. 
E quando menos esperarmos vão-nos fazer desaparecer a todos os que vivemos de facto de forma sustentável, exercendo actividades num sector que é pilar de tantos outros, que somos fiéis depositários das heranças culturais milenares… mas que num curto intervalo de tempo fomos diabolizados por uma sociedade, dita moderna e evoluída, que cresce a olhos vistos pisando tudo e todos os que não se assumem pela verdade de que dizem ser donos….
Pisamos terrenos muito perigosos….

Fernanda Maria Mouzinho

-------
tribuna da tauromaquia 
by FERNANDA MARIA MOUZINHO 
Fotografia : Archivo.
Recuerde : imágenes a mayor tamaño si hace click sobre ellas).
-------

Publicar un comentario

Publicar un comentario

TRIBUNA da TAUROMAQUIA

CLICK DESCARGA GRATIS