Elogio del forcado y del Grupo de Alter do Chão en particular



Grupo de Forcados Amadores de Alter do Chão, este sábado, no Festival Santo António das Areias. 22/04/2023 : David Amaral e Gonçalo Amaro pegaram os dois novilhos ao primeiro intento.

El texto que a continuación sigue fue escrito por Fernanda María Branco Mouzinho, 3 días antes de que los forcados de Alter do Chão, con los que tiene cierta proximidad, pisasen el ruedo de la plaza de Santo António das Areias, en el fin de semana de este 22-23 de abril. Vale la pena leer lo que sigue, porque aún ya celebrado el festival, sigue vigente lo escrito por nuestra colaboradora.

Imagino que os dias que antecedem uma corrida -ou um festival- sejam de nervoso miudinho para todos os intervenientes. Seria sinal de irresponsabilidade e total desrespeito pelo público se assim não fosse. Mas haverá, digo eu, casos em que o tema tomará dimensões específicas e para além do natural nervoso miudinho terão também um peso e uma responsabilidade acrescida. 
Há 8 meses o Grupo de Grupo de Forcados Amadores de Alter do Chão arrumou abruptamente as jaquetas num acto de auto-avaliação, respeito… resignação. 
Muita água correu por debaixo da ponte, alguma tinta se deu à pena… e no entretanto foi feito um esforço titânico para retomar a actividade, foi eleito novo Cabo, foram retomados os treinos, alguns dos que estavam no passado dissera presente e muitos novos se apresentaram para dar o seu contributo nesta nova odisseia. 
Já pisaram Praça e até já tiveram retorno muito positivo do seu esforço, mas a jaqueta, a honrosa jaqueta, com o grupo ao completo, só este sábado vai voltar a sair. 
Em geral estas gentes das jaquetas de ramagens têm marcada de forma indelével a responsabilidade de dignificar a que envergam. Por orgulho pessoal, por glória do Grupo, por mérito de um, e nomeadamente pela história de todos os que se fardam nesse dia, se fardaram no passado e se venham a fardar com a mesma ramagem… não haverá um verdadeiro Moço de Forcado que não se emocione ao vestir a sua jaqueta. 
É essa emoção e responsabilidade que acredito esteja a percorrer as entranhas dos Moços da jaqueta salmão que no próximo sábado se voltam a fardar para enobrecer a sua “família” da forcadagem pegando no Festival de Santo António das Areias.
Que todo o Grupo pise terrenos de valor e retome o caminho do mérito.
Que o seu Cabo Joao Galhofas tenha a lucidez e a capacidade de liderança que o momento requer.
Que Deus os proteja a todos e por todos reparta sorte.


Pues bien : pasó el sábado y los forcados de Alter do Chão lo hicieron bien, como se deduce de lo arriba destacado en amarillo. Fernanda María Branco Mouzinho puede dar por bien empleado su esfuerzo, su elogio del forcado y de los forcados de Alter do Chão en particular. No la dejaron quedar mal, ni mucho menos...
-------
tribuna da tauromaquia 
by Fernanda Maria Mouzinho
Recuerde : imágenes a mayor tamaño si hace click sobre ellas).
-------


Artículo Anterior Artículo Siguiente