A propósito de los forcados y los carteles, una reivindicación muy justa de António Vélez

Otro interesante apunte, de los muchos y buenos, a los que ya nos tiene habituados el gran António Vélez. Esta vez reivindicando algo que es de absoluta justicia...

Do meu estimado amigo António da Silva Fernandes Sécio,
que foi o segundo cabo do Grupo de Forcados Amadores do Montijo, entre os anos de 1967 e 1973, recebi este cartaz, que não "resisto" em partilhar convosco, com duas notas, que o meu amigo Sécio colocou em destaque : 
- o Grupo de Forcados Amadores do Montijo fardou-se em casa da mãe de Juliano Louceiro 
- e as empresas da época tinham o "cuidado" de mencionar no cartaz o nome de todos os elementos que integravam o grupo de forcados em sinal de respeito pela Figura do Forcado, na nossa Festa dos Toiros. Na atualidade só consta o nome do cabo do grupo. 
Resta-me com muita mágoa acrescentar : "A TRADIÇÃO JÁ NÃO É O QUE ERA" , com a agravante de atualmente a maioria das empresas tauromáquicas serem constituídas por antigos forcados e cabos de grupos de forcados. Até parece que esqueceram as suas origens na Festa dos Toiros...