"Apestado" para las empresas en Portugal, tiene que volver a México para poder torear

 


Marco José, cavaleiro nascido nas Caldas da Rainha, e que no próximo ano cumpre 30 anos de alternativa, mais concretamente a 6 de Julho, regressou no principio desta semana a México, á finca “Marbella” propriedade do rejoneador Cuauhtemoc Ayala na cidade de Mérida, província de Yucatân.
O cavaleiro caldense, que continua fiel ao seu princípio de não abandonar o toureio e em cumprir 30 anos de alternativa, continua a tourear, desta vez de novo em México, onde deverá efetuar uma pequena temporada utilizando as montadas do seu amigo Ayala, informa JAIME MARTÍNEZ AMANTE.

Marco José irá também acompanhar a evolução das carreiras de Cuauhtemoc Rafael e Ximena Ayala, ambos filhos do rejoneador yucateco.
Esquecido pelas empresas portuguesas, “ não deita a toalha ao chão” como é usual dizer-se, fazendo votos que ainda este ano e no próximo possa voltar a pisar arenas portuguesas, nomeadamente na Praça da sua terra, Caldas da Rainha, onde espera cumprir - em 2025 - 30 anos de alternativa.
 
Depois de se ter estreado no México - a 20 de Novembro de 2010 em Tlahuelilpan, numa corrida de homenagem ao saudoso forcado João Nunes Patinhas -, o cavaleiro Marco José volta a tourear neste país em Junho e Julho deste ano.
A última corrida de Marco José em México, foi a 1 de Janeiro de 2023 em Motúl (Yucatân) onde concedeu alternativa a David Cesa nas presença dos rejoneadores Luis Pimentel e Cuauhtémoc Ayala. Participaram ainda os forcados Amadores de México, lidando-se seis toiros das ganadarias Olivares e Manuel Macías



Publicar un comentario

Publicar un comentario

TRIBUNA da TAUROMAQUIA

CLICK DESCARGA GRATIS