Tribunal de la Ciudad de México niega suspensión definitiva de las corridas de toros

De una última hora informa Jaime Martínez Amante


O 1º TRIBUNAL ADMINISTRATIVO DA CIDADE DE MÉXICO, NEGOU A SUSPENSÃO DEFINITIVA.
Negam a suspensão definitiva que estava em andamento nos últimos dias.
A Plaza México venceu uma nova batalha judicial, já que o juiz do 1º Tribunal Administrativo da Cidade do México, neste caso a juíza Minerva Mendoza, negou a suspensão definitiva que mantinha suspensa a possibilidade de realizar qualquer tipo de espetáculo taurino.
A audiência realizada finalmente ocorreu na passada sexta-feira, 24 de Maio, mas só hoje 27 de Maio foi publicada a resolução correspondente, que levou em consideração o precedente do Supremo Tribunal de Justiça da Nação emitido em 6 de Dezembro de 2023, de modo que a nova pretensão de proibir os espetáculos taurinos apresentada pela associação "Va por sus Derechos" não teve qualquer efeito.
Desta forma, a legalidade voltou a ser imposta e para já não há qualquer impedimento para a atual empresa taurina dar continuidade à atividade tauromáquica depois do enorme ambiente deixado pela época de reabertura em que se celebraram um total de nove corridas de touros no período de dois meses, entre 28 de janeiro e 24 de março de 2024.
Esta decisão abrange também a Praça de Toiros de Arroyo (foto) situada na Cidade de México e inserida num complexo hoteleiro com o mesmo nome (Restaurante Arroyo) com a particularidade de ser coberta.
Fotos D.R.
Artículo Anterior Artículo Siguiente