Domingo e Segunda-Feira : dias para despedir a Lourenço Luzio (q.e.p.d.)

Ao lado do cornetim, Lourenço Luzio, uma figura inesquecível

Falleció en el fin de semana el taurino Lourenço Luzio, forcado en su tiempo de los Amadores de Azambuja y posteriormente director de corridas. 
Persona afable y cordial, muy respetada en el mundillo taurino portugués, Lourenço Luzio venía peleando desde hace tiempo con la maldita enfermedad que en la mayoría de los casos acaba por no tener cura y lleva a la muerte antes de tiempo, como ha sido el triste caso.
La muerte de Lourenço Luzio, no por esperada ya a tenor del delicado estado en que se hallaba este apreciado amigo de tantos taurinos, sino por los muchos afectos y tantas amistades que en vida supo granjearse, ha causado un gran impacto en amplios sectores de la Tauromaquia portuguesa.
O corpo de Lourenço Luzio estará este domingo, a partir das 17 horas, na Igreja da Misericórdia, em Azambuja, onde terá lugar o velório. Já na segunda-feira, dia 8 de Janeiro, os restos mortais de Lourenço Luzio vão estar na Igreja Matriz de Azambuja, onde será celebrada às 14 horas uma Missa de córpore insepulto, seguindo-se o funeral depois para o Cemitério de Santarém (onde terá lugar a cremação).
Descanse em paz, Lourenço Luzio.
---------
www.tribunadatauromaquia.com - RBTRIBUNA 
Foto : tauromaquiapatrimonio.pt
----------
Lourenço Luzio foi forcado do Grupo de Amadores de Azambuja. Foi também toureiro apeado, tendo-se estreado na inauguração de uma das primeiras praças de toiros de Azambuja, em outubro de 1967, a Monumental “Caixote”. Estreou-se ao lado de gentes como Carlos Pimentel, Manuel Tavares ou Ana Maria.
Lourenço Luzio era proprietário da tertúlia “Velha Guarda” na Azambuja a qual era uma referência na história da festa brava azambujense.

Senhor de uma vasta cultura taurina e aficionado pelos sete costados, integrou os corpos socais da Associação Tauromáquica Directores de Corrida como Secretário da Direção.

Artículo Anterior Artículo Siguiente