Às vezes os triunfadores de uma Corrida são definidos logo nas cortesias...




Texto de FERNANDA MARIA MOUZINHO - Fotos de Grupo de Forcados Amadores de CASCAIS

---------

Às vezes os triunfadores de uma Corrida são definidos logo nas cortesias.
O Grupo de Forcados de Cascais foi pegar no passado dia 28 ao Montijo, onde dividiu cartel com o Grupo T T de Montijo, o Grupo de Monforte, e os Cavaleiros João Moura e seu filho João assim como Luís Rouxinol e seu filho Luis.
Sem retirar mérito absolutamente nenhum à data comemorativa dos 45 anos de alternativa do Cavaleiro João Moura, nem à homenagem feita ao Bandarilheiro Luis Peixinho, e sem fazer qualquer avaliação de conteúdo aos desempenhos de todos e cada um dos intervenientes, considero como triunfador o gesto do Grupo de Cascais que se fez acompanhar, durante as cortesias, da jaqueta do Forcado Cláudio Pereira, Moço do Real Grupo de Forcados Amadores de Moura que recentemente partiu. A nobreza destas gentes leva-os erguer valores de sensibilidade e compaixão muito acima da normal competição e rivalidade natural entre Grupos…
Levaram à Praça o que os diferencia, a jaqueta, e com ela mostram que na dor todas as ramagens iguais. Num gesto simples mas muito digno homenagearam quem prematuramente nos deixou e, de alguma forma, naquele momento todos vestimos a jaqueta do Real Grupo de Forcados de Moura em solidariedade com a seu sofrimento.
Independente da execução e do valor de cada actuação na Corrida ao longo da noite, para mim os triunfadores foram encontrados nas cortesias…
Triunfou a deferência
Triunfou a empatia
Triunfou a solidariedade
Triunfou a homenagem
Triunfou o respeito…
Publicar un comentario

Publicar un comentario

TRIBUNA da TAUROMAQUIA

CLICK DESCARGA GRATIS