Versos a Gustavo Zenkl, el austríaco que toreó "a la portuguesa"...


Gustavo Zenkl
Se num conselho de bruxos e outros videntes
Alguém se levantasse a dizer entre dentes
Que um menino refugiado da guerra
Pelas Europas viria para a nossa terra
Seria aficionado que se vestiu de forcado
Mais, também um cavaleiro destacado
Nos toiros em Portugal como um primeiro
Cavaleiro dominador, sereno, verdadeiro
Os bruxos, videntes, profetas e adivinhos
Pensariam quem disse bebeu muitos vinhos
Ou se fosse verdade ver sorrateiramente
Verificar nas praças mas pessoalmente
Ver como na arena um austríaco lidava
Bem à portuguesa na verdade dominava
Então bruxos, visionários e outros videntes
Admirados na praça, aplaudiam de contentes
Atiravam chapéus ao ar, agora a acreditar
Crentes por ver tal cavaleiro a tourear
Manuel Peralta Godinho e Cunha
Outubro de 2022


Artículo Anterior Artículo Siguiente