A Tauromaquia, uma actividade entregue ao gosto unipessoal dos seus maiores inimigos

Martín Blanco, un antitaurino radical disfrazado
de supuesto valedor(?) de los pequeños artistas...

Por un lado, el Ministerio de Trabajo les reconoce su derecho... por otro, Jesús Martín Blanco, director general de Derechos de las Personas con Discapacidad... perteneciente al mismo Gobierno, sostiene que estos pequeños artistas cómico-taurinos no pueden ganarse el pan como lo vienen haciendo... 


tribuna da tauromaquia by Jaime M. Amante

A TAUROMAQUIA, UMA ACTIVIDADE ENTREGUE 
AO GOSTO UNIPESSOAL DOS SEUS MAIORES INIMIGOS.

JOSÉ MARTÍN BLANCO - LIDER RADICAL DO PODEMOS, BLOQUEIA OS ESPECTÁCULO CÓMICOS TAURINOS EM MADRID.

Uma curta e breve analise do posicionamento 
dos CEOS da INDUSTRIA ANIMALISTA.

DEFENSOR MOURA - Viana do Castelo - Não gosta de corridas de toiros, em Viana do Castelo ninguém pode gostar. Praça comprada e destruída.

AIRES PEREIRA - Povoa do Varzim - Não gosta de corrida de toiros, como tal ninguém pode gostar, praça destruída.

JESUS MARTÍN BLANCO - Madrid - Espanha. Lider do Podemos e Director Geral no Goberno de Espanha onde cada um anda pelo seu lado... y uns estão em guerra subterránea com outros...
Enanito (porventura amargurado) conformado com a sua incapacidade. Todos os outros "pequenos" têm que viver amargurados e entregues a sorte que a Sociedade lhes impõem.
Amargurado com a sua "deficiencia" argumenta: ---"que es una persona con displasia («o sea, con enanismo») y apuntó: «Sé de lo que hablo porque cuando venían estos espectáculos al pueblo de al lado yo me escondía aterrorizado para que no se rieran de mí». «No vamos a permitir que más niñas y niños sientan vergüenza de sus cuerpos. España no tiene bufones, hay personas. No estaríamos hablando de esto si estos espectáculos fueran con otro colectivo o con otra discapacidad. Sin embargo, habría que preguntarse por qué no existe una condena social rotunda ante un hecho tan humillante para personas como yo», proclamó.

Assim ninguém pode gostar, comparecer, desfrutar do toureio cómico.
Para os meus companheiros, nunca em momento algum foi humilhante ser "enanito" ou ser toureiro cómico, artista de circo, trabalhar no teatro, em grandes produções históricas espanholas ou ser cantor.
Humilhante era e é aceitarem o que a Sociedade lhes tinha para oferecer : vender cautelas numa qualquer praça central ou com alguma sorte ter direito a um pequeno quiosque para vender raspadinhas e lotarias.

Curiosamente, isto acontece na mesma semana em que o Ministério do Trabalho e Economia Social de Espanha, através da resolução Nº 15146 de 2 de Setembro de 2022, reconhece o Toureio Cómico e os seus profissionais integrados no Convénio Colectivo Nacional Taurino- Artigo 9º.

Reconhecidos pelo Governo espanhol mas proibidos de tourear, participar, trabalhar porque o Srº José Martín Blanco - Membro da Ala Radical do Podemos, não quer.
Para este responsável politico espanhol, os "deficientes" têm que aceitar a sua deficiência -desde quando é que ser mais pequeno é uma deficiência ou incapacidade?- e seguir a orientação estatal. Caso tal não aconteça devem ser sujeitos a ações de "reciclagem" profissional.

DITADURA SOCIAL AO MAIS ALTO NIVÉL
E assim vamos...
"PROGREDINDO" NESTE PROCESSO CIVILIZACIONAL...
Publicar un comentario

Publicar un comentario

TRIBUNA da TAUROMAQUIA

CLICK DESCARGA GRATIS