La palpitante actualidad en los versos inigualables de Peralta Godinho e Cunha

Na Maestranza de Sevilha
Toureio sério de maravilha
Onde não se pode fingir
Miguel Ángel prometeu
Quando o primeiro recebeu
A Porta do Príncipe abrir

Mas no seu segundo
Com toureio profundo
Do “Oleroso” dispondo
Divinais lances de capote
O matador deu o mote
Com passes em redondo

Poderoso no seu primeiro
Destacou-se como toureiro
No segundo ainda mais
Matador foi premiado
Desta vez em dobrado
Ao mostrar tão bons sinais

Manuel Peralta Godinho e Cunha
Abril de 2024







Artículo Anterior Artículo Siguiente