CHEGA quere menos IVA nos bilhetes dos toiros e volta das touradas televisadas na RTP

No bissemanário da TRIBUNA da TAUROMAQUIA




www.tribunadatauromaquia.com - RBTRIBUNA  
----------

O Chega, partido liderado por André Ventura reafirmou esta semana o seu apoio ao mundo rural e ao mundo tauromáquico, exigindo medidas fiscais que não perjudiquem e discriminem à Tauromqquia respecto a outras atividades culturais con menor IVA aplicado.
O portavoz ou voceiro do Grupo Parlamentar do Chega, Pedro Pinto refere : "Nos últimos anos, fomos o único partido que propôs o IVA da Tauromaquia para os 6%, de forma a equiparar com todas as artes e cultura. Este ano e porque as propostas do PSD e do PCP são praticamente iguais às que apresentámos em anos anteriores, decidiu o Chega não apresentar outra igual. Votaremos nesta proposta do PSD para baixar o IVA dos espectáculos tauromáquicos e apresentámos antes uma outra proposta de alteração ao OE/2024 para que as corridas de toiros voltem a ser transmitidas na RTP"
O Chega propõe alterações ao contrato de concessão da RTP: "O Governo promove a alteração ao contrato de concessão de serviço público da RTP, no sentido de permitir a transmissã̃o de espectáculos tauromáquicos na estação de televisão pública". "A RTP, como único canal público, tem a obrigação e o dever de prestar serviço pú́blico de televisão, não suprimindo ou censurando determinadas manifestações culturais, como é o caso das touradas, sob pena de sujeitar a sua programação à ditadura do gosto. Para além do mais, a RTP é paga por todos os cidadãos portugueses, pelo que é exigível que respeite a pluralidade de opiniões e, bem assim, a maior imparcialidade no que diz respeito às decisões editoriais" refere o portavoz do Chega, que ainda acrescenta:. "Importa referir que segundo as estatísticas, 86,7% dos portugueses não são contra as touradas e pele menos cerca de um terço diz ser aficionado. Nesse sentido, o Chega entende que é imperativo que o governo altere o contrato de concessão que celebrou com a RTP e volte a permitir a transmissão de espectáculos tauromáquicos".
Artículo Anterior Artículo Siguiente