Outra do "Círculo Tauroleve", com ataque a Pombeiro incluído : mano-a-mano entre Levesinho e Diego Ventura...

El texto propagandístico que sigue forma parte de la serie de 3 que ha divulgado la Tauroleve a modo de animación cara a la corrida de este domingo, prevista en la plaza de Moita do Ribatejo.
La TRIBUNA da TAUROMAQUIA nada tiene que ver con esta pieza que sigue, solamente la reproduce, tras la petición expresa que la empresa de la marca Tauroleve nos hizo, buscando divulgar su corrida del domingo, a ver si logran llenar la plaza.
-----



Mano-a-mano entre Levesinho e Diego Ventura...

by TAUROLEVE
Fotos : TAUROLEVE
---

CIRCULO TAUROLEVE - MANO-A-MANO ENTRE ...

Prosseguindo a programação delineada, realizamos um mano-a-mano informal mas muito frontal entre Ricardo Levesinho, representante da Tauroleve, e um dos grandes protagonista da corrida do próximo domingo.

Hoje o mano-a-mano é com Diego Ventura.

Ricardo Levesinho (RL): Diego desde logo obrigado pelo teu regresso a Portugal ao fim de 4 anos de ausência. Como estás a sentir este momento?

Diego Ventura (DV): Obrigado, estou a viver com uma enorme alegria. Voltar a Portugal era uma coisa que esperava com muita vontade. Nestes 4 anos pensei muito e em muita coisa, pois sinto e quero sempre sentir que sou um toureiro que leva muita gente a praça e voltar a dar essa alegria que todos os aficionados esperam. 

RL: Não te vou perguntar sobre o que podemos esperar de ti porque a uma Figura Máxima tudo é possível. Mas o que achas sobre a importância de voltares?

DV: Acho que era importante voltar a Portugal porque para do que disse anteriormente, muitas pessoas especialmente amigos, empresários e ganaderos falavam comigo e sempre falavam o mesmo, “fazes muita falta a Portugal “e eu pensava para mim próprio que Portugal também me fazia falta a mim. Eu fui imensamente feliz em Pancas. E sentia nas corridas que as pessoas gostavam de mim, mas as vezes a vida não é fácil e também existem pessoas que não gostam da felicidade dos outros e fazem muitíssimo mal e isso cria dissabores pois sempre fui uma pessoa que ajudei e depois dói mesmo, e por essa mesma razão preferi não querer vir a Portugal pois falharam-me pessoas que eu tinha como família e isso foi um impacto para mim. 

RL: Já é passado. O que é importante é aqui estares… Como está a correr a tua temporada?

DV: Esta a ser uma temporada muito bonita e apaixonante. Estou a disfrutar muito!! Muito porque eu agora não só o que era, essa guerra contra tudo e andar sempre a trabalhar sem disfrutar das coisas não era vida. Eu hoje disfruto da minha carreira, disfruto ver tourear bem, disfruto dos cavalos, dos aficionados que me vêm ver a tourear e isso é uma felicidade muito grande que antes não disfrutava. Agora estou maduro e disfruto de coisas simples contrariamente a antes que dava muita importância a coisas que realmente não tinham importância.

RL: Acreditas que vamos ter uma moldura enorme de aficionados na Moita? E se esgotar prometes-me que voltas a Portugal este ano?

DV: Acho que vai ser uma tarde incrível e que vamos a esgotar a Moita! Coisas tão especiais e com tanto carinho a serem feitas têm um resultado esperado. E porque não voltar em outra? Sempre gostei de tourear em Portugal e sempre que goste da praça e sejam coisas especiais estarei!

RL: Perfeito!!!

DV: Mas ainda não te fiz nenhuma pergunta e tenho unicamente duas picantes. Quando serás empresário de Lisboa? Jeje. E se acontecer eu posso lá tourear?

RL: O Campo Pequeno tem empresário e proprietários. E isso implica que não te responda pois existe quem lá esteja no momento e por outro lado existe quem decide e essa pessoa não sou eu. Sobre se te contratava?? Ahaha  Só não estarias senão quisesses e como sinto que é o teu desejo seria decerto uma realidade!

RL: Que domingo seja um grande triunfo para todos!!

DV: Muito obrigado!!

___________

Artículo Anterior Artículo Siguiente