Alto y claro) Una crónica más que interesante sobre lo de este jueves pasado, en Campo Pequeno...

Cabecera del blog de Catarina Bexiga. Una foto de la cronista con el legendario "El Pana"

La crónica sobre la corrida de este jueves, en Lisboa, es de la ya veterana en estas lides, Catarina Bexiga, redactora-jefe de la revista Novo Burladero. Dice muchas cosas... que otros callan, o cuentan de otro modo. Ella no, puntos sobre las íes y... se pueden leer cosas como estas :

"Para a primeira Quinta-feira de Agosto, o cartel anunciado pela empresa do Campo Pequeno foi “para inglês ver…” e bater palmas a tudo e a todos. Numa temporada em que é apenas possível a realização de quatro espectáculos, creio que é demasiado redutor a composição apresentada. A continuidade do Campo Pequeno, como praça de toiros – aliás, a razão da sua existência - aliada à seriedade e exigência que apregoamos para capital do Toureio a Cavalo tem que passar por argumentos mais convincentes...

O curro de Vinhas acusou muito peso na balança do Campo Pequeno, mas peso nunca será sinónimo de trapio. E foi o que aconteceu. Desiguais de apresentação, sem cara, destacaram-se o primeiro e o sexto, com mobilidade e encastados. Os demais contrastaram com os melhores, parado o terceiro e manso o quarto. O segundo e quinto deixaram-se.

O rejoneador Emiliano Gamero apresentou-se no Campo Pequeno e lidou o primeiro da noite. Nunca entendi as confirmações de Alternativa dos rejoneadores em Portugal. Exactamente, porque são rejoneadores e não cavaleiros de Alternativa, vestidos com casaca de tricórnio. Mais do mesmo. O brinde de Gamero teve contornos românticos: “Vengo a cumplir un sueño en la Patria del Toreo a Caballo. Por eso brindo por mí país y por Portugal”. Mas Gamero ficou-se pelo sueño; porque a sua actuação foi de paupérrimo conteúdo e com a complacência do Director de Corrida (João Cantinho), que caiu no ridículo e mandar tocar a música após o último curto e, inclusive, autorizar a volta à arena. Seriedade e exigência são duas palavras que não existem, definitivamente, no dicionário da maioria dos agentes taurinos deste país..."

El resto lo deben seguir leyendo ustedes pulsando aquí mismo