169 fotos, reportagem gráfica especial : Ana Batista, 22 anos de alternativa, vicedecana das cavaleiras portuguesas

Aos quase 44 anos, Ana Batista é uma cavaleira tauromáquica muito reconhecida em Portugal. 
Foi o saudoso mestre David Ribeiro Telles quem a incentivou a ir adiante no mundo dos cavalos e... toiros. Já lá vão 34 anos e Ana Batista assume que a escolha que a obrigou a fazer grandes sacrifícios e a abdicar parcialmente da sua infância e adolescência. 
Casada com o equitador Orlando Vicente, a cavaleira tem já 22 anos de alternativa, mas começou com os cavalos há 34. 
"Comecei a montar na Herdade da Torrinha, com o mestre David Ribeiro Telles. Ele ligava para o meu pai a perguntar se naquele dia podia ir treinar e eu tinha de abdicar das brincadeiras com os meus amigos porque era uma honra enorme ter uma aula com o mestre. O meu pai achava que era uma brincadeira, mas incutiu-me sempre a responsabilidade de treinar e de dar o meu melhor. Fiz muitos sacrifícios para ser cavaleira"
A Sónia Matias foi a primeira mulher a ter alternativa em Portugal, a 18 de junho de 2000, em Santarém, e a Ana Batista, logo a seguir tomou alternativa na corrida TV a 8 de julho, em Coruche. O que ninguém pode tirar à Ana Batista é que foi quem mais toureou -entre homens e mulheres-, em Portugal em duas temporadas da sua trajectoria, protagonizou cada ano 52 corridas, em dois anos seguidos.

Ana Batista pasó por el Coliseu Figueirense en el fin de semana y allí, Araújo Maceira, aprovechó para lograr 169 fotos relacionadas con la cavaleira y con sus caballos, reportaje gráfico que nos muestra desde expresiones faciales de la artista taurina, hasta momentos de la lidia del toro al que hizo frente en la arena.