XIV Feira Nacional do Cavalo de Ponte de Lima superou todas as expectativas

Feira Nacional do Cavalo de Ponte de Lima

Considerado um dos eventos mais relevantes do concelho, e com forte predominância desportiva, esta XIV Feira do Cavalo de Ponte de Lima superou as expectativas com destaque para um recorde de inscrições no concurso de Modelo e Andamento. Esta adesão refletiu a importância do Cavalo Lusitano como fator de atratividade, que traz à Vila Mais Antiga de Portugal adeptos do “turismo a cavalo”, bem como do “turismo do cavalo”, ou seja, cavaleiros recreativos/de competição e admiradores de eventos equestres.

Neste regresso após dois anos de suspensão do certame, a aposta na promoção do Cavalo e do hipismo em toda a região é um dos grandes objetivos da Feira do Cavalo, que eleva Ponte de Lima e Portugal no circuito mundial equestre, transformando-se em simultâneo num motor de desenvolvimento social e económico, valorizando as potencialidades turísticas e ambientais do concelho e da região.

Apesar das altas temperaturas que se fizeram sentir, o público marcou presença em grande número, com as bancadas totalmente lotadas, em especial fim de tarde e noite, para assistir ao Torneio Ibérico de Horseball, ao Campeão dos Campeões, ao Festival do Garrano, Desfile de Coudelarias, e aos espetáculos musicais que completavam o programa.

Nesta edição da Feira do Cavalo de Ponte de Lima, Requinte, apresentado por Carlos Ramalhete, sagrou-se o Campeão dos Campeões 2022. Requinte pertence ao proprietário e criador Filipe José Fernandes Sousa.

Em simultâneo ao programa da Feira, o Municipio de Ponte de Lima promoveu um encontro com vários Municípios com atividades equestres e algumas associações do setor, no qual assinaram um Memorando de Entendimento para a Constituição da Associação de Municípios Portugueses do Cavalo.

Esta associação pretende estabelecer a definição de uma estratégia conjunta em prol do desenvolvimento do sector, promovendo, protegendo e valorizando os territórios de vocação equestre.

É, entre outros, objetivo comum dos Municípios e Entidades que assinaram este Memorando de Entendimento procurar financiamento e reivindicar investimentos para projetos que promovam o desenvolvimento dos territórios, numa estratégia conjunta de ações que visem a preservação ativa da tradição, decorrente do aproveitamento deste recurso endógeno estratégico, através da criação de infraestrtuturas de qualidade superior, e da organização de provas de alta competição.

Os signatários pretendem, ainda, tornar tangível o acesso ao desporto equestre ao público local e não local, associando toda esta dinâmica a uma forte componente de turismo e lazer.

Marcaram presença as autarquias de Alter do Chão, Barcelos, Esposende, Fundão, Golegã, Ponte da Barca, Viana do Alentejo, Viana do Castelo, Vila Pouca de Aguiar e Ponte de Lima e demostraram interesse em associar-se a esta Associação os Municípios de Valongo, Alfandega da Fé, Lagoa, Serpa, Santarém e Ponta Delgada.

Assinaram também este Memorando de Entendimento para a Constituição da Associação de Municípios Portugueses do Cavalo, a Federação Equestre Portuguesa, Associação Nacional de Turismo Equestre e a Associação Portuguesa de Criadores do Cavalo Puro Sangue Lusitano.