Ovações


Em 5 dias – de 4 a 8 de Junho de 2014 – tive a satisfação de ver e ouvir duas enormes ovações, com o público de pé aplaudindo em Praças de Toiros:
Uma, em Las Ventas (Madrid), em 4 de Junho, quando Sua Majestade o rei D. João Carlos I surgiu no camarote real e começou a tocar a Marcha Real, o hino nacional de Espanha.
Outra, na Monumental Celestino Graça (Santarém), em 8 de Junho, quando o forcado João Torres Vaz Freire brindou a pega a Luís Freire Gameiro.
Claro que são ovações diferentes, com significados completamente diferentes.
Porém, creio que muitos as entenderam como justas e merecidas.

MANUEL PERALTA GODINHO e CUNHA