Tarde de muitas emoções e grande significado em São Manços : Azeda, eterno!

Dia grande para os forcados do grupo de Amadores de São Manços, na sua vila -com a descoberta de um monumento-, e na sua praça -com uma tarde de cinco pegas á primeira e uma ao terceiro intento-, em homenagem à memória do seu histórico cabo Joaquim Azeda.

Azeda morreu no ano passado vítima da Covid.  Ele estava considerado como um dos grandes forcados dos anos 70 e 80, sendo cabo dos propios forcados de São Manços em estapa de grande esplendor.

A reportagem gráfica de José Canhoto documenta esta jornada de homenagem, no domingo final da Semana Santa, nas proximidades de Évora, na vila de São Manços.