O brinde em Sevilha



Ontem em Sevilha, durante a lide do segundo toiro de Morante de la Puebla, a Infanta Elena de Borbón y Grecia – Duquesa de Lugo – levantou-se a agradecer e em respeito por alguém que na arena arriscava a vida e que resolveu brindar-lhe a lide e morte do toiro.

Numa corrida de toiros a pessoa a quem é brindada a lide deverá levantar-se para agradecer, mesmo que seja uma senhora e assim fez a Infanta.

Pena os outros dois matadores – Juan Ortega e Pablo Aguado – não lhe terem brindado também as lides de um seus dos toiros, porque a Infanta tem dado, tal como o Rei e outros elementos da Casa Real, o seu apoio à Tauromaquia.

Apoio que os Presidentes da República de Portugal e de França não o têm demonstrado, apesar de nos seus países a tauromaquia fazer parte da cultura tradicional e das belas artes.

Morante de la Puebla não se esqueceu e bridou pela Espanha!

Grande Morante.

Manuel Peralta Godinho e Cunha