Lleno en Mourão) Con notable expectación comenzó la temporada taurina en Portugal



Con un festival correspondiente a una novillada, celebrada esta tarde en la plaza de toros Dr. Libáno Esquível, en Mourão (Alentejo), se alzó el telón de la temporada taurina en Portugal, ante una gran concurrencia de público que practicamente llenó las bancadas de aquel tauródromo.

Foi o cavaleiro Joaquim Brito Paes quem abriu praça frente a um novilho da ganadaria de Paulo Caetano. O jovem cavaleiro teve uma actuação discreta. Pegaram os forcados amadores de S. Manços consumando bem e com as ajudas em ordem.

Foi vez, depois, para António R. Telles Jr. que teve azar pois o novilho que lhe correspondía saiu com um defeito na córnea e dificuldades numa pata.
Foi assim que António Ribeiro Telles Jr, teve que lidar o novilho sobrero (este foi de Murteira Grave) um morlaco um pouco por baixo do que cabía esperar em quanto a presença, de modo que o António jr. (mostrando muito boas formas e a pisar terrenos comprometidos) acabou a faena quase sem rival.

Novilho bravo de Paulo Caetano sería para o cavaleiro amador Tristão Guedes de Queiroz Ribeiro Telles. Bom desempenho do cavaleiro, mostrando boas maneiras e muito afán por mostrar o que leva evoluído nos últimos tempos.
Foi para a pega o grupo de forcados amadores de São Manços, mal na primeira tentativa o forcado de cara. No segundo intento, o forcado da cara acabou por comprometer e abortar a reunião. Foi necessária à terceira vez para consumar a pega com todo o colectivo a ajudar.

No turno para o espada Diego Peseiro foi evidente que este anda sobrado e com grandes mostras de capacidade e muitas ganas de ir para diante no difícil mundo do toureio. Andou elegante a receber o novilho de Paulo Caetano, completando com um tercio de banderilhas excelente. Brindis ao maestro Juan José Padilla. Faena de muleta interessante, recurso reiterado ao "pico" da franela, mas sem excluir alguns naturales de mérito e sobre tudo derechazos. Tapou os defeitos do touro e completou uma faena estimável.

Novilho muito interessante de Paulo Caetano, nobre de embestida e propicio para que triunfase o novilheiro de moda, Manuel Perera. Uma faena que foi alongada tal vez, mas nunca vazia de contidos. Público muito em sintonía com o novilheiro ao que aplaudiu com entusiasmo. 

Fechou o espectáculo o novilheiro Erik Oliveira. Novilho de Paulo Caetano que foi o mais inexpresivo da tarde, ainda que com algumas coisas por descobrir que acabaram por ser inexploradas pelo toureiro. Tampouco o rapaz que o morlaco tinha diante estava para muitas festas. Oliveira está ainda por amadurecer e chegar a um certo nível que lhe permita estar placeado...

O festival taurino ocorreu por ocasião das Festas em Honra de Nossa Senhora das Candeias, tradicionais em Mourão. Em praça estiveram os cavaleiros Joaquim Brito Paes, António Ribeiro Telles (filho) e Tristão Ribeiro Telles. Na lide a pé, Diogo Peseiro, Manuel Perera e Erik Olivera. Pegaram os Forcados Amadores de São Manços. Novilhos de Paulo Caetano.
Recorde-se que o dia 5 de Fevereiro, sábado, decorrerá outro festival taurino no mesmo local. Desta vez, na lide de novilhos da divisa Murteira Grave, actuam a cavalo, Andrés Romero e João Salgueiro da Costa. Pegam os Forcados Amadores de Montemor. A pé actuam os matadores Alvaro Lorenzo, David de Miranda, Diego Carretero e Juanito.


Imagen de Leonor Ornelas (del Club de Amigos -en Facebook- de la Tribuna da Tauromaquia) 



Video de Telmo Barros (del Club de Amigos -en Facebook- de la Tribuna da Tauromaquia) recoge cómo el público, al final, se resistía a salir de la plaza ante el animado ambiente de despedida del festival creado por la Banda de Música Municipal Mouranense