Faleceu em Évora, com 90 anos, o legendário forcado Américo Chinita de Mira

 

J. M. A.

A Festa e sobretudo os Forcados de novo de luto: faleceu ontem em Évora, com 90 anos, Américo Chinita de Mira, que foi cabo dos grupos de forcados Amadores de Montemor e dos Amadores do Ribatejo.

Nos últimos anos, voltou a fardar-se algumas vezes em ocasiões festivas, nomeadamente na comemoração do aniversário dos Amadores de Montemor, na sua tradicional corrida de Setembro.

Américo Manuel Chinita de Carvalho Mira era natural de Santiago do Escoural (Montemor-o-Novo), onde nasceu a 23 de Março de 1931. O Grupo de Montemor recorda-o como "um cabo fundamental num período importante e determinante" da sua história e refere que "ser-lhe-à sempre grato por tudo".

Chinita de Mira capitaneou os Amadores de Montemor, em 1955, até Setembro de 1956. Posteriormente foi cabo dos Amadores do Ribatejo entre 1963 e 1966 e, numa segunda fase, de 1980 a 1982. 

A toda a Família enlutada, bem como aos seus grupos de forcados de Montemor e do Ribatejo, o Tribuna da Tauromaquia Ibérica expressa as mais sentidas condolências.

Que em paz descanse.

Foto : Farpasblogue /Miguel Alvarenga
Artículo Anterior Artículo Siguiente