En recuerdo del gran forcado Ricardo Jorge Soares Silva, "PITÓ".

Uno de los amigos de la TRIBUNA da TAUROMAQUIA IBÉRICA, António Vélez, ha escrito unos más que interesantes apuntes sobre la figura de un inolvidable forcado, desgraciadamente ya fallecido... El recuerdo de Pitó, a través de la pluma de António Vélez.

Ricardo Jorge Soares Silva - "PITÓ"
28 de Janeiro de 1977 – 17 de Agosto de 2002


Ricardo Jorge Soares Silva, conhecido no “mundo” dos toiros por “Pitó” , nasceu a 28 de Janeiro de 1977 em Vila Franca de Xira.
Faleceu na noite de 16 para 17 de Agosto de 2002, na Praça de Toiros de Arruda dos Vinhos, quando tentava pegar de caras um toiro da Ganadaria do Engº Jorge de Carvalho.
 
Iniciou-se no Grupo de Forcados Juvenis de Vila Franca de Xira, onde se estreou a 6 de Fevereiro de 1992, no Centro Equestre da Lezíria Grande.
Pelo grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira, estreou-se a 2 de Abril de 1994, nas Termas de Monfortinho.
O primeiro toiro que pegou de caras por este agrupamento era da Ganadaria de Pontes Dias, e foi pegado numa corrida que se realizou a 23 de Junho de 2000 em Alhandra.
 
Na sua prestação de forcado da cara , envergando a jaqueta do grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira, pegou num total de 20 toiros, sendo 18 com pegas consumadas à 1ª tentativa e 2 com pegas consumadas à 2ª tentativa.
A 16 de Agosto de 2002, de forma fatídica, consumou a sua última pega, na Praça de Toiros de Arruda dos Vinhos a um toiro da Ganadaria do Engº Jorge de Carvalho.
 
Ricardo Silva – “Pitó” teve uma breve mas brilhante carreira de forcado, com um fim prematuro e trágico.



Artículo Anterior Artículo Siguiente