"Ni eres torero, ni eres nada, si te quedas en casa un 15 de agosto..."

Por Jaime Martínez Amante )
Foto de Pedro Batalha)

"Ni eres torero, ni eres nada, si te quedas en casa un 15 de agosto...". Assim rezava o provérbio taurino sobre a quem nesse dia não participava na jornada mais taurina em todo o Mundo, em especial em Espanha, Portugal e França.

Esta celebração taurina, tem origem religiosa, numa tradição católica em comemorar a Ascensão da Virgem Maria. Esta jornada festiva comemora-se desde o século VII e é também considerada uma herança pagã dedicada às festividades em redor das colheitas agrícolas.

Em Espanha e França, Feiras Taurinas como San Sebastián, Dax, Bayona, Málaga, Gijón, Beziers e outras tantas, misturam-se com as grandes festividades em honra da Ascensão da Virgem Maria. Anualmente, Sevilla, Madrid... também se juntam ao vasto rol de festejos taurinos nesse dia por excelência do calendário taurino.

Só para ter uma ideia, estima-se que se realizem, a 15 de Agosto, entre Festas Locais e Festejos de origem religiosa, mais de 1.300 eventos repartidos por Espanha, Portugal e França.

O 15 de Agosto em Portugal

A tão taurina data tem em Portugal, praças de toiros de culto : Caldas da Rainha, Reguengos de Monsaraz, Messejana, Amareleja, entre outras.

Com a introdução da iluminação elétrica em algumas praças de toiros, alguns festejos passaram a realizar-se a 14 de Agosto em horário noturno.
A coincidir com a famosa data, várias localidades portuguesas organizam as suas Festas e Feiras Anuais, casos de Abiul (Festas do Bodo), Coruche (Festividades em Honra de Nossa Senhora do Castelo) e Alcochete (Festas do Barrete Verde) entre outra localidades.



Artículo Anterior Artículo Siguiente