Constantina (Sevilla), la plaza eternamente ligada a la Tauromaquia portuguesa

CONSTANTINA,
PRAÇA ETERNAMENTE LIGADA

A TAUROMAQUIA PORTUGUESA

Por Jaime M. Amante

Adquirida em 2018 pelo Ayuntamiento local e após receber parecer favorável por parte da Comissão da Junta de Andalucía, para a sua reabilitação, a centenária praça de toiros de Constantina, foi reinaugurada a 29 de Fevereiro de 2020 - Dia de Andalucía - com uma corrida de "rejones" que contou com a presença do cavaleiro português Rui Fernandes.

Agora, volta abrir portas no decorrer das sua Festas locais, no próximo dia 21 de Agosto com uma corrida de rejoneio com um elenco integralmente português - à excepção dos toiros, que são da ganadaria espanhola de Santa Teresa.
Nessa tarde atuam os cavaleiros João Moura Caetano, Ana Rita e Miguel Moura e pegam os forcados Amadores de Arronches.
Um dia depois, a 22 de Agosto, contra tudo e contra todos presença de um Espetáculo Cómico Taurino Musical.

Conhecida como “Plaza de El Camisero”, em honra do toureiro local Angél Carmona "El Camisero", foi inaugurada 1902. Nesta praça apresentou-se em 1957 como rejoneador Rafael Peralta e sobre o seu ruedo tourearam figuras como Juan Belmonte, Manolete, Pepe Luis Vasquez, Carlos Arruza, as dinastias Bienvenida e Girón, Conchita Cintrón, entre outros.

Praça que estará eternamente ligada à Tauromaquia portuguesa pois neste redondel, a 10 de Agosto de 1947 recebeu alternativa de matador de toiros Augusto Gomes Júnior frente a toiros de Natera e tendo como padrinho António Bienvenida.

Foto: Turismo de Sevilha





Artículo Anterior Artículo Siguiente